Centrais preparam movimento sindical para paralisação nacional do dia 29 de maio

19 de maio de 2015.

Representantes das centrais sindicais atuantes no Maranhão estiveram reunidas no dia 13 de maio, na sede da Casa do Trabalhador Sindicalizado, em São Luís, para definir as estratégias de divulgação, mobilização e organização do Dia da Paralisação Nacional contra a Terceirização, as Medidas Provisórias 664 e 665 e o Ajuste Fiscal, e em Defesa dos Direitos e da Democracia, que terá ações integradas no Estado no próximo dia 29.  

A ação está sendo organizada pela CTB, CUT, Nova Central, UGT, CSP Conlutas e Intersindical, que buscam uma unidade na luta contra os grandes problemas enfrentados pelos trabalhadores brasileiros, diante do impasse político criado pelas MPs 664 e 665 – que retira diversos benefícios conquistados pelo trabalhador ao longo dos anos, endurecendo regras para concessão de seguro-desemprego, pensão por morte, abono salarial, dentre outros.

Os movimentos avaliam que o momento é delicado para a luta trabalhista, quando o Congresso Nacional é dominado por forças conservadoras, dificultando a votação de pautas de interesse do trabalhador.

A perspectiva para o 29 de maio é que sejam paralisadas as atividades nos canteiros de obras, nas escolas, no transporte, nas fábricas, nas universidades, nos bancos – buscando derrotar o ajuste fiscal e a terceirização.


COMPARTILHAR:

+1

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil.
NCST-MA - Presidente: Raimundo Henrique da Silva Endereço: Av. Senador João Pedro, Casa do Trabalhador Sindicalizado-Sl 01 - Centro | 65025-150 Telefone: (98) 3221-3679 E-mail: ncst-ma@hotmail.com

Receba atualizações por e-mail