Centrais Sindicais endurecem postura pelo fim do fator previdenciário

Por Lucio Silva 



Em nota lançada no último dia 12 de Junho, as centrais sindicais CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central e CSB declararam a necessidade da aprovação, pelo Congresso Nacional, da introdução da Fórmula 85/95, que dispõe de medidas para amenizar os inúmeros problemas enfrentados na administração previdenciária brasileira com o chamado "Fator Previdenciário".

A fórmula 85/95 garante que o trabalhador consiga se aposentar com a soma de tempo trabalhado + idade, que para mulheres (85) e homens (95), resultariam no recebimento de valor integral de aposentadoria. Um homem com 35 anos trabalhados, aos 60 anos de idade teria sua aposentadoria de benefício integral, entenda a soma, (35+60=95). O mesmo vale para as mulheres, porém com teto inferior de 10 anos a menos. 

A nota destaca que a aprovação da nova fórmula "é avanço concreto" e "e avalia fundamental e necessário a sanção presidencial dessa lei".

Confira a nota na íntegra:

Nota Conjunta das Centrais Sindicais

NÃO AO VETO da Fórmula 85/95

As Centrais Sindicais: CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central e CSB, consideram necessário para a sociedade brasileira e para os trabalhadores/as o debate e a atualização da estratégia do sistema previdenciário do país e declaram-se dispostas a enfrentar essa agenda, já longamente debatida desde o Fórum Nacional da Previdência Social em 2007.

Consideram que a aprovação, pelo Congresso Nacional, da introdução da Fórmula 85/95 para as aposentadorias, é avanço concreto dessa agenda e avalia fundamental e necessário a sanção presidencial dessa lei.

Declaram-se também dispostas a debater a regulamentação imediata dessa medida e a pauta previdenciária.

São Paulo, 12 de junho de 2015.

CUT – Central Única dos Trabalhadores
FS – Força Sindical
UGT – União Geral dos Trabalhadores
CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil
NCST – Nova Central Sindical dos Trabalhadores
CSB – Central dos Sindicatos Brasileiros
COMPARTILHAR:

+1

0 Comentario "Centrais Sindicais endurecem postura pelo fim do fator previdenciário "

Postar um comentário

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil.
NCST-MA - Presidente: Raimundo Henrique da Silva Endereço: Av. Senador João Pedro, Casa do Trabalhador Sindicalizado-Sl 01 - Centro | 65025-150 Telefone: (98) 3221-3679 E-mail: ncst-ma@hotmail.com

Receba atualizações por e-mail