Sem acordo, trabalhadores da cerâmica paralisam atividades em Timon



Em assembleia Geral, realizada na tarde desta sexta-feira (24), os trabalhadores da indústria de cerâmica da cidade de Timon, no interior do maranhão, insatisfeitos com as condições de trabalho e falta de reajuste salarial, decidiram realizar uma paralisação de advertência nos próximos dias 02 a 04 de abril de 2017. 


Sem acordo, os trabalhadores reivindicam aumento salarial compatível com suas funções, além de melhores condições de trabalho. Segundo Reginaldo, que é presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção de Timon (Sitricomti), os trabalhadores não podem serem prejudicados com um reajuste ínfimo de apenas R$ 10,00.

O presidente ressalta ainda que hoje mesmo (27), enviará ofícios às empresas reforçando as paralisações que ocorrerão nos próximos dias 02, 03 e 04 do mês de Abril.

Raimdundo Henriques, presidente da NCST/MA comentou a atividade realizada, destacando o apoio da Nova Central, além da importância da luta em defesa de direitos aos trabalhadores da cerâmica.


COMPARTILHAR:

+1

0 Comentario "Sem acordo, trabalhadores da cerâmica paralisam atividades em Timon"

Postar um comentário

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil.
NCST-MA - Presidente: Raimundo Henrique da Silva Endereço: Av. Senador João Pedro, Casa do Trabalhador Sindicalizado-Sl 01 - Centro | 65025-150 Telefone: (98) 3221-3679 E-mail: ncst-ma@hotmail.com

Receba atualizações por e-mail